O SEGREDO DOS ARMAZÉNS DA AMAZON

Anúncios

Fazer uma compra online tem se tornado um hábito cada vez mais comum entre os brasileiros. E com mais demanda, maior a necessidade de organizar e, claro, agilizar todos esses pedidos. Afinal de contas, não tem coisa melhor do que ter os seus “recebidos” em mãos o quanto antes, não é mesmo?

E para te deixar, literalmente, por dentro do seus pedidos, Manual do Mundo foi até Cajamar, num dos Centros de Distribuição da Amazon, em São Paulo, para descobrir como eles separam e entregam suas compras tão rápido… Boravê!

Em Cajamar, a Amazon conta com cinco Centros de Distribuição, sendo que um deles é o maior da Amazon no Brasil, com mais de 100 mil metros quadrados.

Anúncios

Com tanto espaço, é necessário muita logística. Mas sabe de uma coisa bem curiosa nisso tudo? Por lá, os produtos são armazenados de forma aleatória. Isso mesmo! A estratégia usada por eles não é igual a um supermercado, por exemplo, que tem um corredor específico para cada tipo de produto. Nesse caso, é possível encontrar itens variados um do lado do outro, como um livro ao lado de um creme de mamão.

Curioso né? Mas essa estratégia não foi adotada aleatoriamente. Eles descobriram que dessa forma é possível ganhar mais tempo e se certificar onde fica exatamente tudo. Isso porque, esse processo além de ser mais rápido de arrumar, otimiza muito o espaço, já que se um produto ainda não chegou o lugar dele não fica lá vazio.

Após passar por essa etapa, os produtos são arrumados fisicamente e também no sistema. Só então eles ficam disponíveis para pedido na Amazon!

Existem estações onde os itens vão ser recolhidos dos estoque e colocados na caixa da Amazon. No sistema, cada item do pedido indica o lugar do estoque em que ele está guardado. Muita tecnologia é utilizada no processo de embalagem.

Anúncios

Quando um funcionário escaneia um item, por exemplo, o computador informa para ele qual tamanho de caixa é ideal para o tamanho e peso daquele produto específico. O tamanho da caixa também garante a quantidade certa de fita para fechar, essa fita é reforçada por linhas que evitam que ela estoure. E aí, sabia dessa? A etapa seguinte é chamada de slam, que é o acrônimo em inglês para escanear, etiquetar, aplicar e manifestar.

A tecnologia utilizada nessa parte digitaliza a caixa da encomenda e sabe como imprimir a etiqueta de envio correta, agora sim com os dados necessários para o entregador te encontrar. Um ponto importante nessa etapa é que existem também medidas de controle de qualidade.

Após passar por essa fase de etiquetação, a caixa é pesada e o sistema sabe exatamente quanto ela deve pesar, porque ele cruza as informações da ficha de cada produto daquele pedido. Com isso, se um item errado fosse embalado por engano, o pedido seria desviado da esteira porque o peso não ia bater com o que o computador esperava.

Se isso acontece, um dos funcionários faz pessoalmente o controle de qualidade. Bem legal, né? Depois de tudo finalizado, os itens começam a dar tchau para o Centro de Distribuição. Eles são organizados em um caminhão e, enfim, seguem para o seu destino final (que pode ser a sua casa).

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: